As Principais Doenças Peixe de Água Doce

Atualizado: Jan 1



O estresse é um dos fatores mais importantes no desencadeamento do processo saúde doença em peixes.



Doenças:

Piolho D'Água ou Argulose


Oque é?

Essa doença é mais conhecida como piolhos d’água. Ela é causada pelo crustáceo parasita Argulus foliaceus. Esses crustáceos têm cerca de 4 a 7 mm. As fêmeas costumam morder os peixes ornamentais onde estão fixadas (geralmente na barriga do peixe), causando feridas no corpo do animal.

Já os machos vivem livres no ambiente onde estão. As fêmeas se alimentam do sangue do peixe e se descolam da escama do peixe para colocar ovos no ambiente e se multiplicar ainda mais.


Quais os sintomas do peixe com esse parasita?

Os peixes com essa doença costumam apresentar pequenas feridas avermelhadas causadas pelo parasita, na barriga do peixe.

Apesar do parasita muitas vezes não ser visto, é possível ver o buraco da mordida e diagnosticar a doença antes mesmo da reprodução do parasita no seu aquário.


Como posso tratar essa doença?

O tratamento consiste na retira da manual dos parasitas do corpo dos peixes com o auxílio de uma pinça. Depois disso, deve-se proceder o tratamento da água com Labcon Ictio para eliminar as formas intermediárias do parasita. Além disso, é importante utilizar Labcon Aqualife como auxiliar no tratamento, a fim de evitar a infestação por fungos nas lesões causadas pelos parasitas. Lembre-se que estes medicamentos possuem o inconveniente de manchar a água, sendo necessário um bom filtro externo (mecânico) para ir melhorando a coloração em alguns dias. O tratamento é dificultado se existirem macroalgas ou plantas aquáticas, já que os ovos de Argulus são depositados nestes locais.




Íctio


As bolinhas brancas nos peixes ou Ictio é a doença mais conhecida no meio do aquarismo. Mas o nome correto da doença é, na verdade, Ictiotríase


Já o tamanho de cada bolinha tem relação com a maturação da doença e reação imunológica do peixe. Quanto menor a quantidade e mais densa cada bolinha, mais você estará perto de se livrar da doença. Mas o que importa não são apenas os pontinhos brancos, e sim o que isso causa no seu peixe. Assim como qualquer outra patologia nos seres vivos, o Íctio prejudica a imunidade, produção de mucosa e alimentação, o que ocasiona, normalmente, na morte do peixe. E assim que a imunidade do peixe abaixa, o parasita consegue se desenvolver em seu sistema.


Tratando o Ictio

O tratamento do Ictio também é simples. O método mais eficaz é o aumento da temperatura média (Aumentar para 30ºC) do aquário e aplicação de remédio com base em sulfato de cobre (Labcon Íctio) e a remoção do carvão ativado do filtro no período de tratamento, pois o mesmo pode reter o medicamento.




Oodinium (Oodiniose)


O que é?

Ela é causada por parasitas dinoflagelados unicelulares de espécie Oodinium pilularis e é também conhecida como a doença de veludo pois ela causa aparência brilhante na escama do peixe no qual está infectado.


Quais os sintomas do peixe com esse parasita?

Além do aspecto brilhoso dourado da escama do peixe, o animal costuma se coçar muito e se esfregar nos objetos do aquário. A doença torna a respiração do peixe ofegante e acelerada, além de fazer ele perder seu apetite.


Como posso tratar essa doença?

Essa doença tem tratamento, mas assim como a doença da mancha branca, ela é mortal e de rápida evolução (cerca de duas semanas até a morte do animal). Geralmente, trata-se o peixe ornamental com Alcon Bacter. (vide bula)


Para prevenir essa doença, procure não estressar seu peixe de estimação utilizando uma água de qualidade no aquário e boa temperatura. O estresse muitas vezes facilita a entrada de parasitas e esses se alojam facilmente no seu peixe ornamental.




Tuberculose ou Barriga Seca

O que é?

A tuberculose dos peixes é uma doença causada por várias bactérias do gênero Mycobacterium e é, infelizmente, incurável em sua maioria.


Quais os sintomas do peixe causado por essas bactérias?

O principal sintoma dessa doença é o emagrecimento gradual do peixe pela falta de apetite do animal. Esse emagrecimento traz lesões na pele, deforma a coluna vertebral e a mandíbula do peixe.


Como posso tratar essa doença?

Normalmente essa doença é irreversível pelo fato de ser diagnosticada quando está em estágio avançado. Dessa maneira, o peixe já está muito debilitado e fraco.

Para prevenir essa doença basta alimentar seu peixe ornamental para que ele não tenha fraquezas imunológicas facilmente.




Fungo ou Doença do Algodão


Quais os sintomas do peixe ?


Manchas brancas ou tufos, semelhantes a algodão, no corpo do peixe são os sintomas mais comuns da Doença do Algodão, causada pelo fungo Saprolegnia sp.


O tratamento recomendado para fungos é Labcon Aqualife de acordo com as orientações da bula, na dosagem de 1 gota para cada dois litros de água. Recomenda-se a reaplicação do medicamento após 48 hs até a diminuição dos sintomas.


Realize uma troca parcial da água após 48 hs da aplicação do medicamento, antes da nova aplicação. Para otimizar o tratamento alimente os peixes com a ração a base de alho.


É importante avaliar os principais parâmetros de qualidade da água (pH, amônia e nitrito), já que alterações nos mesmos estão intimamente ligadas aos adoecimentos.



Hidropisia


Conhecida também como barriga d`água, a hidropsia é uma infecção aguda e grave. Causa acúmulo de líquido livre no interior da cavidade abdominal, provocado por uma somatória de fatores. É uma síndrome, não uma doença, já que pode ter várias causas para o seu surgimento. A família dos ciprinídeos (peixes da família da carpa), são muito suscetíveis a hidropsia ou ascite.

Sintomas

Os sintomas encontrados são: inchaço no ventre, lesões em guelras e intestinos, escamas eriçadas, apatia, natação ondulante e dificuldade respiratória devido ao impedimento a livre movimentação do diafragma.

Hidropsia é uma síndrome e não uma doença

Problemas ovarianos em fêmeas, tumores, constipação intestinal e até mesmo aquários com excesso de nitrato podem favorecer o surgimento desta síndrome.

Tratamento

O tratamento indicado é Labcon Bacter, associado ao alimento de boa qualidade.




Olhos Saltados ou Pop Eye


O terrível Pop Eye Conhecida como Pop Eye pois deixa o olho do peixe bastante inchado, parecendo que vai explodir “POP”


Esta é uma doença causada pela combinação de protozoários e bactérias. Mas seu principal sintoma é o aumento de fluidos na parte de trás do olho saltando suas órbitas. Se o protozoário estiver ativo no aquário, qualquer machucado na mucosa do peixe favorecerá a infecção. Mas que ligado os olhos inchados podem realmente apodrecer e deixar o peixe cego.  É mais comum de se ver em aquários de peixes grandes (ciclídeos americanos e africanos, jumbos, discos, carpas) mas também ocorre em aquários pequenos como uma betteira. O peixe infectado fica um pouco letárgico, o que o leva a comer menos e ficar mais suscetível a apanhar de outros peixes. Por esse e outros motivos, sempre é aconselhado tratar o peixe em um aquário hospital.

Hoje em dia, já sabemos que a maior causa da infestação de Pop Eye no aquário se deve ao acúmulo de sujeira. Isso porque esse aquário mal cuidado se torna um ambiente muito propício à proliferação das bactérias e protozoários.


Tratamento

Um bom tratamento para o olho inchado (Pop Eye) é feito com o Alcon Bacter (1 cápsula p/ cada 12,5L) usado em associação com o Metronidazol (400mg p/ cada 50L). A aplicação deve ser feita a cada 2 dias e se repetir depois de TPA de 30%. Aconselha-se reaplicar os remédios até que os sintomas sumam.



BURACO NA CABEÇA


Essa doença, em água doce, ocorre principalmente em peixes da família Ciclidae (acarás, oscar, tucunarés, discos, papagaios e FH), eu diria que eles respondem por 95% dos casos que já vi.

Atribui-se muitas causas para sua aparição, má qualidade de água, falta de TPA, alimentação não balanceada, alto nível de nitrato, mas sua real causa é a presença de um protozoário parasita, a Hexamita intestinalis.

Esse protozoário é flagelado e de nado ativo enquanto fora do hospedeiro, podendo infectar qualquer peixe do aquário, a infecção é muito rápida, em 24 horas o parasita já está se reproduzindo no interior do peixe, geralmente em seu intestino, a taxas muito elevadas.

Sintomas:

O peixe apresenta feridas, buracos na cabeça.


Tratamento

Neste caso indicamos o uso de Labcon Bacter associado a Labcon Aqualife por 5 dias consecutivos, seguindo as indicações da bula. Caso os sintomas não regridam, permaneça usando Labcon Aqualife, mas faça um intervalo de 15 dias na utilização de Labcon Bacter. Após este período, se os sintomas não tiverem regredido, retorne a usar Labcon Bacter associado ao Labcon Aqualife por mais 5 dias, e assim sucessivamente.


Sugerimos ainda, se possível, tratar o peixe infectado em um aquário hospital, para evitar que outros peixes se contaminem. Para reforçar o tratamento, os alimentos funcionais Alcon Guard Allium e Alcon Guard Herbal devem ser oferecidos, substituindo a alimentação habitual.


Para evitar que seus peixes fiquem doentes, sugerimos sempre que cuide dos parâmetros básicos de qualidade da água (como pH. Amônia Tóxica e Nitrito).

273 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

loja on line aquarismo Lilica Fish Room